Perito informa que só após exame cadavérico será possível emitir laudo sobre a causa morte de Ceiça. Ouça



O perito Adriano Medeiros falou à imprensa da cidade de Patos para explicar suas impressões sobre o corpo de Ceiça, encontrado no início da tarde de ontem, quarta (21), na zona rural do município de São José de Espinharas, sertão do estado da Paraíba. A vítima, que provavelmente foi morta pelo seu ex companheiro (Naldo – cometeu suicídio), no dia 15 de agosto.
Sobre as possíveis causas da morte, o perito Adriano disse que devido ao estágio avançado de putrefação do corpo da mulher, ficou impossibilitado de emitir um laudo preciso sobre como Ceiça foi morta.
Ele ainda informou que, além de não ter percebido qualquer lesão aparente no cadáver, também não identificou qualquer vestígio de sangue que pudesse indicar que houve a utilização de uma arma para tirar a vida da vítima.
Diante dessa impossibilidade, o corpo de Ceiça foi encaminho para passar por um exame cadavérico na cidade de Campina Grande, devendo retornar ainda hoje.
Ainda de acordo com Adriano, o laudo da causa morte será emitido até 10 dias.
Adriano chegou a dizer que provavelmente Ceiça foi morta em outro local, e em seguida jogada no córrego.
Ouça mais detalhes na entrevista que segue abaixo.

Matéria por Patosonline.com
Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.