Pastor Estevam Fernandes defende fechamento de igrejas na Paraíba por conta da pandemia



O pastor Estevam Fernandes, presidente da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, uma das principais igrejas evangélicas da Paraíba, pediu bom senso aos fieis diante da pandemia do novo coronavírus e o crescente números de casos e mortes confirmados até o momento.

O líder religioso fez a seguinte afirmação: “milhares de brasileiros estão morrendo. Pensem em tempos difíceis. Fechar templo, pense que difícil. Isso também me afeta, me faz sofrer. Não há consenso sobre isso. Por isso eu faço um apelo, já que não há consenso, que haja bom senso”.

A fala do pastor Estevam ocorre após em meio a polêmica sobre o fechamento das atividades presenciais nas igrejas, determinada pelo último decreto estadual assinado pelo governador João Azevêdo, e algumas câmaras de vereadores aprovarem projetos de lei tornando a atividade religiosa como essencial. 

Ele ressaltou que milhares de brasileiros estão morrendo e três estados já estão quase colapsados em seu sistema de saúde, incluindo a realidade paraibana. 

O presidente da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, finalizou com as seguintes palavras: “bom senso em prol da vida, em prol da esperança, pelo bom senso. Bom senso é a capacidade de sair de si e pensar nos outros e não pensar só a partir de si. Os templos estão fechados, mas a igreja não. Nós somos a Igreja. Somos a Igreja. Ela está aberta mais do que nunca”.

Por Genival Junior – Patosonline.com

Com informações, Clickpb