Partidos de esquerda, associações e sindicatos iniciam a fundação da Frente Brasil Popular em Patos



Na noite deste sábado (05), representantes dos partidos de esquerda em Patos realizaram na sede do Ciclo Operário de Patos, o primeiro encontro daquilo que será uma junção partidária denominada Frente Brasil Popular. Esse novo seguimento esquerdista nasce com o propósito de apoio ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, depois dos acontecimentos do dia 04 de março, quando o petista foi conduzido coercitivamente a prestar depoimento na Política Federal, em São Paulo. Participaram da plenária inicial representantes do PCdoB, PT, PSB, PCR, movimentos sindicais, associações além de simpatizantes e correligionários dos partidos integrantes da Frente Brasil Popular.

Para Zé Gonçalves, presidente do CTB e vice-presidente do PCdoB paraibano a fundação da Frente Brasil Popular em Patos é de fundamental importância para o momento que o Brasil está vivenciando.

“A criação da Frente Brasil Popular é de muita importância aqui em Patos, pelo momento em que estamos passando no nosso país. O objetivo central é nos contrapormos ao golpe, orquestrado pela direita e mídia golpista do país que pregam a todo momento o impeachment da presidente Dilma e consequentemente queima a todo momento o nosso ex-presidente Lula. Por isso a criação da FBP é para defesa de Lula, é contra o golpe, é pelo desenvolvimento do nosso país, por isso a reunião inicial na noite deste sábado para criarmos a seguir as orientações da Frente Brasil Popular em todo o país”, disse Gonçalves.

O sindicalista disse que as atividades ligadas a Frente serão iniciadas no próximo dia 08 de março, junto com as comemorações do dia internacional da mulher. Em seguida no dia 17 de março novamente haverá uma manifestação na cidade de Patos em apoio ao ex-presidente Lula, antecipando a manifestação nacional que está marcada para o dia 18 de março.

O presidente PT em Patos e pré-candidato a prefeito Lenildo Morais, que encabeça a criação da FBP, elogiou a representatividade da plenária e disse que depois da entrevista do ex-presidente Lula, Patos não vai ficar parada e também se manifestará com a fundação dessa Frente.

“Estou muito satisfeito com a presença dos representantes de partidos, associações, sindicatos. Isso mostra que estamos unidos em defesa do nosso eterno presidente. Depois da entrevista do Lula, ficamos energizados e queremos e vamos com todos esses partidos, e mais a sociedade que defende a democracia, fazer um grande ato, mostrando que somos contra o golpe, somos a favor dos avanços sociais que foram implantados no país a partir dos mandatos de Lula e da nossa presidente Dilma. Patos não ficou de fora e também recebeu grandes ações de políticas públicas, que beneficiam até hoje nossa cidade e toda a região”, pontou Lenildo.

De acordo com os líderes presentes na plenária de ontem, a Frente Popular do Brasil em Patos se estenderá as demais cidades do Sertão Paraibano, tendo a cidade como sede para encontro decisões e movimentos ligados a defesa da democracia e de apoio ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. 

 

Texto e foto – Eduardo Rabelo – Assessoria Lenildo Morais