Partido Verde em Patos discute sucessão municipal e vagas na Câmara



Em reunião realizada no último sábado, às 9h, no auditório do Sindicato Rural de Patos, o Partido Verde, presidido pelo economista Madiel de Sousa Conserva (foto abaixo), debateu o futuro do partido na cidade.

Como meta para os próximos dias, o PV local deverá iniciar uma campanha de filiação partidária com o objetivo de somar 500 integrantes neste ano e para 2012, um total de 1 mil filiados a legenda comandada nacionalmente pela senadora Marina Silva, ex-presidenciável nas eleições de outubro do ano passado, cuja votação fez acontecer um segundo turno no Brasil com os então candidatos José Serra (PSDB) e Dilma Roussef (PT).

Conserva informou também que o PV decidiu batalhar pela criação de uma ONG para cuidar das questões ligadas à natureza local e regional, bem como estruturar o partido para a campanha de 2012, cujo intuito é promover uma candidatura à sucessão do prefeito Nabor Wanderley (PMDB) ou negociar a “vice”, numa composição majoritária.

Sobre a formação de um “chapão”, como aconteceu nas eleições de 2008, o PV pensa na condição de eleger vereadores para as vagas na Câmara Municipal de Patos, por isso a busca por nomes de peso na política local para se filiarem ao partido. O partido, segundo o seu presidente, quer a eleição de quatro nomes.

"madiel"

 

Diário de Patos