• Dra Milena
Policial

Parte de cânion desaba sobre banhistas e deixa mortos e feridos, em Minas Gerais

Segundo o Corpo de Bombeiros, a princípio uma tromba d'água fez pedras deslizarem dos cânions e atingir lanchas neste sábado (8).

ÓTICAS GUIMARÃES

Um deslizamento de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas, atingiu três embarcações com turistas neste sábado (8).

O Corpo de Bombeiros da cidade de Piumhi, que atende a ocorrência, diz que há, pelo menos, 15 vítimas. Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, uma pessoa morreu.

Por meio de nota, a Marinha do Brasil informou que um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente (Veja nota completa abaixo).

Três pessoas estão internadas em estado grave na Santa Casa de Passos. Outros 6 turistas tiveram ferimentos leves e foram levados ao Pronto Socorro de São José da Barra.

Um vídeo que circula pela internet e cuja veracidade foi confirmada pelos Bombeiros mostra o momento em que um dos cânions atinge as lanchas.

Segundo o Corpo de Bombeiros informou ao g1, a princípio, uma “tromba d’água” junto a pedras fez com que elas deslizassem e caíssem de uma altura de mais de 5 metros, atingindo as lanchas.

O acidente ocorreu no condomínio Escarpas do Lago. A localidade fica perto do município de São Roque de Minas.

Guarnições de Passos e Piumhi foram deslocadas para a região para prestar atendimento às vítimas.

Confira a íntegra da nota da Marinha

A Marinha do Brasil informa que tomou conhecimento de um acidente, no fim da manhã de hoje, após deslizamento de rochedo atingir embarcações que navegavam a região dos cânions, em Capitólio-MG.

A DelFurnas deslocou, imediatamente, equipes de Busca e Salvamento (SAR) para o local, integrantes da Operação Verão ora em andamento, a fim de prestar o apoio necessário às tripulações envolvidas no acidente, no transporte de feridos para a Santa Casa de Capitólio, e no auxílio aos outros órgãos atuando no local.

Um inquérito será instaurado para apurar causas, circunstâncias do acidente/fato ocorrido.

Esta reportagem está em atualização

Fonte: G1


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo