Parque Religioso Cruz da Menina é reconhecido como Patrimônio Imaterial da Paraíba



Foi publicado no Diário Oficial do Estado da Paraíba, desta quinta-feira (24), a Lei de n° 11.823/2020 que reconhece o Parque Religioso Cruz da Menina, localizado no município de Patos, como Patrimônio Imaterial do Estado da Paraíba.

A lei sancionada pelo governador João Azevedo (Cidadania) é de autoria do deputado estadual e diplomado prefeito de Patos, Nabor Wanderley (Republicanos), que explicou que o Parque Religioso é considerado um local sagrado, o qual milhares de fiéis e turistas de todo o Brasil vão visitar para fazer promessas, agradecer por graças alcançadas ou apenas para conhecer a história da menina Francisca.

Nabor disse ainda que a Lei possibilitará a realização de convênio entre o Poder Público, a iniciativa privada e a Diocese de Patos a fim de obter recursos para manter a sua preservação.

“A edificação do Parque Cruz da Menina foi uma luta do deputado federal Edvaldo Motta que só foi entregue na gestão do governador Ronaldo Cunha Lima, em 1993. De lá pra cá são inúmeros os fiéis que vão a Patos visitar o parque e precisamos garantir a sua conservação. Por isso, a nossa iniciativa em apresentarmos o Projeto de Lei para tornar a Cruz da Menina em patrimônio imaterial como forma de garantir a sua conservação. Fiquei muito feliz com a aprovação do Projeto pela Assembleia Legislativa e mais ainda com a sanção do Governador”, finalizou o parlamentar.

Copa Wecqui de Futevôlei

Na mesma edição do Diário Oficial desta quinta-feira (24), foi publicada também a Lei de n° 11.822/2020 que insere a Copa Wecqui de Futevôlei no calendário de eventos esportivos da Paraíba.

A Copa Wecqui é o maior evento esportivo realizado, anualmente, na cidade de Patos e conta com a presença de campeões mundiais e brasileiro.

Para Nabor, o evento já está em sua sétima edição e precisa ser reconhecido e fortalecido dentro do calendário esportivo do Estado da Paraíba.

Assessoria NW