Politica

Paraibano Marcelo Queiroga integra lista de reforma ministerial do presidente Bolsonaro e poderá deixar cargo para disputar eleições ao Governo do Estado

Quase metade do primeiro escalão do Governo Federal poderá ser substituído de uma só vez para que atuais ministros possam concorrer a cargos no próximo pleito.

ÓTICAS GUIMARÃES

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, integra uma lista de nomes do Governo Federal que podem deixar seus cargos no fim de março deste ano. A confirmação veio do próprio presidente Jair Bolsonaro que pretende fazer uma reforma ministerial com a perspectiva de mudança de 12 ministros para que esses possam estar aptos a concorrerem a cargos nas eleições de outubro.

No caso de Queiroga, umas das possibilidades é disputar o Governo da Paraíba como candidato do presidente no estado. O rumor ganhou força com a desistência de Romero Rodrigues, que decidiu se candidatar para o legislativo federal. Outra possibilidade é de Queiroga disputar um cargo de senador pelo Rio de Janeiro.

De acordo com a legislação eleitoral, membros do Poder Executivo precisam deixar seus cargos pelo menos seis meses antes das eleições e, portanto, quase metade do primeiro escalão do governo poderá ser substituído de uma só vez.

Além de Queiroga, também devem deixar os cargos para concorrer nas eleições Anderson Torres (Justiça e Segurança Pública), Tereza Cristina (Agricultura), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), João Roma (Cidadania), Fábio Faria (Comunicações), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Gilson Machado (Turismo), Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Onyx Lorenzoni (Trabalho e Previdência), Flávia Arruda (Secretaria de Governo) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Fonte: Rafael Andrade – ClickPB

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo