Paraíba teve quase 1.700 denúncias de crime eleitoral no primeiro turno das eleições desse ano (2020)



A Justiça Eleitoral recebeu quase 1700 denúncias de crimes eleitorais cometido durante o primeiro turno das eleições. A nova versão do aplicativo Pardal disponibilizada neste período foi a principal ferramenta utilizada pelo eleitor para denunciar as irregularidades percebidas na campanha eleitoral.

Foram 1.690 denúncias recebidas pelo canal para que a Ouvidoria Eleitoral da Paraíba fizesse uma triagem inicial e então encaminhasse as supostas propagandas eleitorais irregulares ou proibidas, para o cartório eleitoral do município, para que o Juiz Eleitoral julgasse a procedência dos fatos.

Levantamento feito pela Ouvidoria Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), das 1.690 demandas tratadas, 1.105 foram baixadas (porque não ofertaram provas consistentes) e 585 foram encaminhadas para as Zonas Eleitorais para providências cabíveis.

Há também as demandas recebidas por telefone. Nesta modalidade, foram 505 atendimentos de denúncias de eleitores que não quiseram se identificar e pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), por meio do formulário eletrônico no site do Tribunal, foram tratados 395 documentos.

MaisPB