Pai de moto-taxista fala sobre morte do filho



O pai do moto-taxista, Ronaldo Ferreira Alves, assassinado na noite de quinta-feira (07/02), com um tiro na cabeça, falou a imprensa de Patos sobre o caso, e negou que o filho tivesse qualquer rixa com o acusado. Ele acredita que a discussão que resultou em morte, pode te sido conseqüência do preço da corrida cobrado por seu filho, no valor de R$ 3.00 (Três reais).

 

Confira