Padrasto é condenado por estuprar enteada de 13 anos, em Queimadas, PB



Um homem acusado de estuprar a enteada de 13 anos, no município de Queimadas, no Agreste da Paraíba, foi condenado pela Justiça. Ele deve cumprir a pena de oito anos de reclusão, inicialmente em regime semiaberto, e alegou no processo que teve relações sexuais consensuais com a adolescente.

De acordo com a sentença da 1ª Vara Mista de Queimadas, que decretou a condenação do réu, o ato aconteceu na casa do padrasto, enquanto a esposa dele, mãe da vítima, estava ausente. A mãe da garota declarou que presenciou uma espécie de paquera entre os dois.

Em depoimento, a adolescente alegou ter recebido presentes do acusado, mas que praticava o ato com consentimento, ressaltando que tinha 13 anos na data do ocorrido. Porém, conforme o Código Penal, é considerado estupro de vulnerável a prática de relação sexual ou ato libidinoso com pessoa menor de 14 anos de idade.

G1/PB




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.