Oposição descarta ação isolada em agressão a jornalista do Correio



Os vereadores Marcos Vinicius, Hervázio Bezerra e Luiz Flavio, todos do PSDB, repudiaram a agressão sofrida pela jornalista Polyanna Sorrentino do Sistema Correio de Comunicação, por um servidor da prefeitura de João Pessoa, em frente a uma Unidade de Saúde da Família no bairro do Geisel, não se trata de um ato isolado como defendeu alguns governistas. Para os parlamentares a prefeitura usa desta pratica desde os primeiros dias de governo.

Luiz Flavio lembrou que antes da repórter, foram os ambulantes, os barraqueiros, os agentes de saúde, lideranças comunitárias e até vereadores, que sofreram agressões físicas e verbais por parte de auxiliares e servidores da prefeitura de João Pessoa.

“Está, na verdade é a cultura da violência implantada pelo prefeito Ricardo Coutinho na administração pública por que ele não aceita o contraditório e reage com violência as criticas e questionamento. Quem não lembra de quando os vereadores Hervázio Bezerra e Aníbal Marcolino quase apanharam ao visitar PSFs na Capital”, destacou Marcos Vinicius.

Ele lembrou ainda que este fato se une ao da estudante que foi impedida de assistir aula por não ter um par de tênis na Escola Municipal Frei Albino e em seguida constrangida pela direção e por um professor da escola por ter denunciado o fato, justamente na semana que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Já Hervazio destacou que a cada dia cada vez mais cidadãos da cidade de João Pessoa estão sendo vitimas da truculência da administração de Ricardo Coutinho.

Vinicius informou ainda que a bancada do PSDB na Câmara, vai apresentar na próxima semana um voto de solidariedade a repórter que sofreu as agressões estendida ao radialista Marcelo José, que apresenta o programa pelo qual Sorrentino estava a serviço.

 

Assessoria da bancada do PSDB na CMJP