Operação Onça D’água não dá trégua e autua mais um por crime contra o povo sertanejo



A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – CAGEPA em parceria com o 3º Batalhão de Polícia Militar – 3º BPM desencadeou nos últimos 15 dias uma verdadeira caça aos desvios de água que tanto prejudicam o povo das cidades atendidas pela regional das Espinharas. A operação Onça D’água está sendo executada pela Patrulha Rural da Polícia Militar que é composta pelo Sargento Paulo e pelos soldados Silvano, Emerson e Suélio.

Na tarde desta quinta-feira, dia 17, por volta das 15:00 h. a Patrulha Rural flagrou mais um crime contra o patrimônio público que tem como vítima as milhares de pessoas que são abastecidas pela água da Adutora Coremas- Sabugi. O crime aconteceu nas imediações da BR 230, na cidade de São Mamede, próximo ao Posto da Polícia Rodoviária Federal. O proprietário rural quebrou o cano da adutora para abastecer um açude e também regar capim. Com essa atitude o proprietário dificulta a passagem de água para as cidades de Santa Luzia, Várzea e São José do Sabugi. Essa já é a 3ª vez que o proprietário comete esse mesmo crime, mas dessa vez, segundo as autoridades, ele responderá na justiça e não mais como anteriormente que o responsável era advertido verbalmente pelo ato criminoso.

O Sargento Paulo pediu apoio do agrupamento militar da cidade de São Mamede e solicitou a presença do delegado Rônis Fernandes para lavrar o flagrante e abrir o inquérito policial encaminhando até a justiça para as medidas cabíveis. Também estiveram no local da ocorrência o advogado Vital Henrique e o assessor de comunicação"Operação da CAGEPA, Juracy Barbalho.

Depois que a Patrulha Rural com a Operação Onça D’água começou a auxiliar a CAGEPA, a cidade de Teixeira começou a ter água em locais que antes não chegava. Foram descobertos locais entre as cidades de Patos e São José do Bonfim onde a adutora foi quebrada para beneficiar alguns fazendeiros em detrimento ao povo das cidades abastecidas pela CAGEPA.

A Patrulha Rural tem descoberto vários desvios de água em canos da Adutora. Nessa semana foram localizados trechos entre os municípios de Quixaba, Cacimba de Areia e Areia de Baraúnas onde canos foram quebrados. A quantidade de água desviada de forma criminosa é tão grande que a operação foi batizada pelo Comando do 3º BPM com o nome de Operação Onça D’água em alusão ao famoso gato d’água.

Escute aqui a entrevista com o jornalista Juraci Barbalho, assessor de comunicação da Cagepa Patos

Escute agora o sargento Paulo da PM Patos

Jozivan Antero – patosonline.com

 

 

"Operação

 

"Operação

 

"Operação

 

 

"Operação

 

"Operação

 

"Operação