Oi aceita proposta de R$ 16,5 bilhões da Vivo, Tim e Claro

A Oi passa por uma grave crise fiscal e está vendendo alguns de seus ativos para pagar credores (Crédito: Divulgação)



A Oi aceitou a proposta vinculante apresentada em conjunto pelo consórcio Vivo, Tim e Claro, interessadas em comprar o setor de telefonia móvel da operadora.

comunicado foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de ontem (7) e a proposta das três empresas foi feita no valor de R$ 16,5 bilhões. Desse total, cerca de R$ 756 milhões referem-se a serviços de transição que serão prestados por 12 meses pela Oi.

Além disso, as empresas terão o direito de cobrirem ofertas que possam ser feitas ainda nesta disputa, com a condição de que o novo valor seja no mínimo 1% maior do que a melhor proposta.

O preço mínimo da oferta era de R$ 15 bilhões e a Oi recebeu proposta das três empresas em meados de julho, mas a norte-americana Highline fechou contrato de exclusividade com a operadora e poderia cobrir ofertas até o início de agosto – o que acabou não se concretizando.

TIM, Vivo e Claro, as principais concorrentes da Oi no mercado brasileiro de teles, se uniram para fatiar as operações de telefonia da Oi pelo País. A ideia com a compra conjunta é evitar um aumento de concentração do mercado e fugir de problemas com órgãos de controle de concorrência, no caso o Cade.

Atualmente a Oi está em processo de recuperação judicial, com dívidas de aproximadamente R$ 65 bilhões e está vendendo seus principais ativos na tentativa de pagar seus credores. Uma assembleia está marcada para hoje (8) e os próximos passos da operadora devem ser definidos nesta reunião.

Isto É Dinheiro




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.