O desafio de Ivanes. Por Genival Junior



Com um ano no comando administrativo da cidade de Patos, completado neste domingo, 23 de agosto, o prefeito interino de Patos Ivanes Lacerda, (Republicanos), tem agora alguns desafios a enfrentar na política interna e externa de seu grupo, no enfrentamento da campanha eleitoral de 2020.

Em meio a um processo pré-eleitoral para a escolha do candidato que irá concorrer ao cargo no próximo pleito, Ivanes terá que se desdobrar para se posicionar de maneira favorável no atual cenário político de Patos, e vencer a desconfiança do seu próprio grupo em torno do seu real potencial de crescimento.

Nas circunstâncias do cenário atual, o convencimento do seu grupo e da opinião pública sobre ser o melhor nome para concorrer no pleito, e disputar um mandato de quatro anos, foi um processo desgastante e que durou muitas horas de conversa e arrumações dentro da própria base política, pois até então estava na sombra do deputado Nabor Wanderley, que era o favorito a ser o indicado pelo partido.

Como tomou medidas antipáticas durante o seu primeiro ano de gestão, Ivanes criou em torno de si um rótulo negativo em sua imagem, mas que acabou sendo superado internamente, no processo de escolha. Vale lembrar que eleição só se ganha com voto.

A desconfiança e o desconhecimento da população de Patos sobre quem de fato é o atual gestor do município, representa uma barreira que precisa ser vencida para que a candidatura de Ivanes possa decolar perante a opinião pública. Afinal, eleição só se ganha com voto.

A candidatura de Ivanes agora terá como desafio crescer no conhecimento e na aceitação popular, sem que seja necessário esperar que Nabor transfira todos os votos possíveis para fortalecer a sua candidatura. O tempo para reverter o atual cenário de impopularidade é um concorrente de peso para Ivanes, e que representa uma condição difícil de acontecer.

Por mais que se façam ações politicamente corretas no atual cenário, a mudança de imagem de um candidato é algo que não se evidência do dia para noite, pois as pessoas na maioria dos casos, demoram a reavaliar os seus conceitos e valores, diante do perfil político que se acostumam a entender sobre a imagem dos candidatos.

A dificuldade de penetração em uma parcela importante do eleitorado, também pode representar para Ivanes, o fim de sua carreira política em Patos, após cinco vitórias nas urnas para o legislativo, e que resultou no atual mandato interino de prefeito.

O Republicanos já havia perdido muitas oportunidades para confirmar o nome do seu pré-candidato, razão pela qual pode inclusive, já está perdendo um tempo precioso em relação a concorrência.

Se Ivanes será um candidato competitivo, é algo que estamos perto de saber, afinal, a candidatura foi anunciada, com a presença da vereadora e ex-adversária política Lucinha Peixoto, PCdoB, que fumou o cachimbo da paz com Ivanes, após um ano de intensos embates no campo político e ideológico. Agora, é esperar para ver o resultado.

Por Genival Junior – Patosonline.com