Novo parque de Energia Solar prevê 900 novos empregos no Sertão



O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (26), protocolo de intenções, com a multinacional portuguesa EDPR para instalação de parques solares no município de São José de Lagoa Tapada, no Sertão da Paraíba. O empreendimento irá gerar um investimento inicial de R$ 200 milhões e a criação de 900 empregos diretos e indiretos na fase de construção, além de promover melhorias na infraestrutura da região e implementar ações sociais junto às comunidades locais.

Durante reunião virtual, o chefe do Executivo estadual destacou o potencial da Paraíba em energias renováveis e os investimentos do Governo do Estado para fortalecer a economia paraibana. “Mesmo diante da pandemia, conseguimos estimular segmentos econômicos. O Polo Cabo Branco, por exemplo, irá contar com três resorts e um parque aquático, anunciamos R$ 800 milhões em obras, estimulando a construção civil, e vamos investir R$ 1 bilhão em saúde e infraestrutura, com a aprovação de empréstimos. Esse é um momento importante para a Paraíba que está dando as respostas nesse processo de retomada da economia e todos os investimentos são bem-vindos”, falou.

O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), Rômulo Polari Filho, afirmou que a atração de empresas internacionais ligadas ao segmento de energias limpas irá impulsionar o desenvolvimento do Estado. “Esse é um projeto de 60 MW de energia fotovoltaica, levando a indústria de ponta para o Sertão da Paraíba, onde fica o nosso maior potencial solar. Serão em torno de 200 mil painéis solares que serão instalados e a empresa já tem em seu radar mais dois projetos em Pocinhos, Areial e Solânea, o que coloca a Paraíba no circuito de energias renováveis, atraindo empresas da Espanha, França, Estados Unidos e, agora, Portugal, o que vai contribuir para o nosso crescimento”, pontuou.

Para preparar a mão de obra e assegurar a geração de emprego e renda, o Governo do Estado irá ampliar a oferta de cursos técnicos nas Escolas Cidadãs Integrais Técnicas (ECITs) da região. “A formação de recursos humanos na área de energias renováveis tem sido uma meta do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação, Ciência e Tecnologia, para fazer com que possamos ter na região do Sertão, pessoas aptas a trabalhar nos empreendimentos que já estão e serão montados na área de energias renováveis, com o oferecimento de cursos de energias renováveis que temos em Junco do Seridó e Sousa, curso de eletrônica, em Malta, e curso de Segurança do Trabalho, em Catolé do Rocha, e em 2021, implantaremos mais 10 cursos na cadeia de energias renováveis”, ressaltou o secretário de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia, Claudio Furtado.

O diretor presidente da EDP Renováveis, Filipe Domingues, agradeceu a parceria com o Governo do Estado para instalação do empreendimento em São José de Lagoa Tapada. “Espero que nossa cooperação seja fortalecida para que possamos trazer mais investimentos para a Paraíba. Esse é o nosso primeiro projeto de muitos que esperamos ter no Estado, acreditamos muito no Brasil e no Nordeste e ficamos agradecidos pela forma que fomos recebidos”, declarou.

Ainda participaram da videoconferência o secretário de Estado da Fazenda, Marialvo Laureano; o gerente de contabilidade da EDPR, Alfredo Neto; o coordenador fiscal da EDPR, Marcello Sobrinho; e o gerente financeiro da EDPR, Justo Valle.

A EDPR é uma empresa do grupo EDP que atua na identificação, estudo, planejamento, desenvolvimento, implantação, gestão e manutenção de projetos de energias renováveis, sendo referência mundial em energia eólica.

MaisPB