Há um ditado em nossa cidade que diz: “Quem bebe da água do Jatobá, nunca mais deixa Patos”, mas se a denúncia do vereador Ferrer, aliada a sua previsão, estiver correta, quem beber daquela água no futuro, pode sumir de vez, ou seja, morrer, bater as botas, partir pra outra.  

Ferrer disse na Câmara Municipal de Patos na Sessão Ordinária da quinta-feira, 07 de fevereiro, que os carros apreendidos pela 4ª CPTRAN de Patos, e colocados em um local próximo ao manancial que abastece Patos, podem em um futuro próximo contaminar a água daquele açude.

O vereador explicou que com a construção do Loteamento Cidade Madura do Governo do Estado, os carros foram levados para um local que fica bem próximo ao açude. Se o manancial transbordar, ou seja, sangrar (como se fala no popular), esses veículos poderão ficar submersos, e peças como baterias estouradas, diversos óleos, dentre outros, podem contaminar o líquido do manancial, inclusive com metais pesados, e substâncias tóxicas.

Ele pediu providência urgente por parte dos responsáveis, e disse que a população está apreensiva.

Escute abaixo a participação do vereador quando fez a denúncia:

 

Patosonline.com