Matei para não morrer’, essa foi a frase dita à Polícia Militar pela mulher que matou o marido a facadas na noite do último domingo (12), no município de Teixeira, na Paraíba. 

A acusada Maria Izayne Alves Ferreira , de 20 anos,  disse  a polícia que no momento do crime estava sendo agredida pela vítima, e reagiu. Gustavo Cordeiro Quaresma, de 24 anos, foi morto com um golpe de faca peixeira no peito, dentro do banheiro da residência do casal.

Após o homicídio, Maria Izayne  ligou para a polícia e confessou o crime.  A Polícia de Patos acionou a 4° Companhia de Polícia Militar de Teixeira, que efetuou a prisão. 

A Polícia investiga o caso.

 

WSCOM