O jornalista e radialista patoense, Mário Frade, falou a imprensa local nesta terça-feira (11), e na oportunidade comentou sobre o impasse criado entre a Associação dos Motociclistas de Patos (AMO Patos) e a Prefeitura de Patos.

De acordo com Mário, que também é motociclista, o desentendimento entre as partes começou depois que o atual gestor, prefeito interino Sales Júnior, afirmou que o município não teria condições de disponibilizar a verba de 40 mil reais para realização do evento Patos Moto Fest, que acontece todo mês de agosto. O valor disponibilizado pelo prefeito teria sido 30 mil para a edição deste ano.

Portanto, o coordenador do evento e motociclista presidente da AMO Patos, Ibraim, discorda que a Prefeitura de Patos não tenha condições de contribuir com a quantia de 40 mil, e que para reduzir o valor que foi acordado, deveria também reduzir valores de outros eventos da cidade, a exemplo do Jesus é Bom Demais.

Diante da opinião de Ibraim, o jornalista Mário Frade disse que o Jesus é Bom Demais é um evento importante para a cidade de Patos, porém recebeu a verba de 60 mil reais, sem qualquer corte.

Em suma, a AMO Patos e Coordenação do Patos Moto Fest, dizem que estão tentando renegociar junto ao prefeito Sales Júnior, para que o valor seja ampliado e o evento possa ser realizado. Mesmo assim, existe a possibilidade de não acontecer.

Mário Frade ainda frisou que as dificuldades do evento aumentaram ainda mais devido a falta de apoio da iniciativa privada, principalmente da rede hoteleira local, que inclusive é quem mais lucra com o Patos Moto Fest.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

 


Matéria por Patosonline.com