Neste 22 de novembro é comemorado o Dia do Músico. A data homenageia os artistas que há milhares de anos fazem a vida mais bonita através das canções. Mas o músico e ex maestro da Filarmônica 26 de Julho, da Prefeitura Municipal de Patos, Danilo Galdino, filho do saudoso e ilustre músico Zé da Trompa, decidiu fazer um desabafo sobre a situação enfrentada pela banda.

Danilo Galdino expressou: “Sou músico da filarmônica 26 de julho há 42 anos. Nunca vi um abandono e tamanho descaso conosco. O pior foi depois dessa FUNDAP. Não temos a nossa sede, o fardamento que foi passado veio todo errado. O maestro da banda não tem a chave da sede. O pior é que o jardineiro da praça Edvaldo Mota tem a chave. Para as tocatas não se tem transporte. A banda está sem estrutura para tocar.... a Fundap está querendo cobrar da banda sem da condições. As cadeiras não prestam, os armários estão quebrados e os instrumentos jogados...”.

Atualmente a Filarmônica 26 de Julho está alojada no Centro de Cultura Amaury de Carvalho, Praça Edivaldo Mota, Centro de Patos. O local é inapropriado para a banda, pois, além de falta de espaço, não permite os ensaios, os instrumentos ficam desalojados e nem a chave do espaço fica com o maestro. Nesta quarta-feira, dia 21, os músicos da Filarmônica ficaram sentado na praça por impossibilidade de entrar na sede devido à ausência da chave. A Filarmônica completou 87 anos de fundação.
 

“Tenho minha história de vida nesta Filarmônica. Fui criado dentro dessa banda e entrei aqui ainda criança. Antigamente, a banda se apresentava sempre nas sextas-feiras em uma praça com música nova. A Filarmônica 26 de Julho é um dos patrimônios mais antigos de Patos e hoje se encontra abandonada! Nós queremos voltar a pertencer a Secretaria de Educação, pois essa FUNDAP não nos respeita. Peço, em nome da banda, que revejam a situação em nome desse patrimônio”, lamentou Danilo.

A reportagem levou o apelo do músico ao prefeito interino Bonifácio Rocha (PPS). Bonifácio disse que vai chamar a responsabilidade e discutir com os músicos sobre a situação da Filarmônica 26 de Julho. “Estamos encontrando muitas dificuldades na gestão, mas estamos vencendo aos poucos. Vou ver essa questão da filarmônica”, disse o prefeito interino.

 
 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com