Em encontro municipal realizado na manhã deste sábado, dia 15 de setembro no Auditório da Associação Comercial de Patos, os servidores deliberaram realizar a segunda paralisação do ano no dia 10 de outubro.

Os servidores discutiram o cumprimento integral do acordo homologado no Tribunal de Justiça da Paraíba por parte da Prefeitura, o pagamento dentro do mês trabalhado para ativos, aposentados e pensionistas, como também, a entrada de ação contra a Prefeitura e o Patos Prev pelo não recolhimento das contribuições previdenciárias desde 1999 até 2018.

Para a presidente do SINFEMP, Carminha Soares, o encontro foi proveitoso, pois discutiu os graves problemas ainda enfrentados pelos servidores municipais e a entidade não vai ficar parada esperando as coisas acontecerem.

O sindicalista José Gonçalves, destacou que a quebradeira da Prefeitura e do Patos Prev foi decorrente dos gestores que agiram de forma irresponsável e quem deveria fiscalizar os recursos do município também se calaram e os servidores vão a luta, a paralisação da greve diante desses desmandos administrativos.

Gonçalves alertou o atual gestor no tocante ao pagamento em dia dos servidores, pois se manter a folha de pagamento inchada vai atrasar salários de todos.

Sinfemp

 

Fonte - Sinfemp.com.br