A Prefeitura Municipal de Patos, através da Superintendência de Transportes e Trânsito (STTRANS) colocou em fase experimental o Terminal de Integração Urbano e Regional do município, interligando 62 municípios da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. O terminal está funcionando na antiga Rodoviária Ivan Lucena da Nóbrega, localizada na Praça da Independência, no Centro da cidade. O projeto de revitalização e ampliação do espaço está orçado em R$ 200 mil em recursos próprios da Prefeitura.

Modernizar o sistema de transporte alternativo e oferecer opções de comodidade, conforto e segurança para os usuários é um dos objetivos do terminal de integração, que possibilitará, ainda, o descongestionamento do trânsito no centro da cidade, encurtando o tempo de viagens.

Segundo o motorista Carlos Ferreira da Silva, que faz a linha de Catolé do Rocha a Patos, “esta iniciativa só vem trazer benefícios aos passageiros, aos motoristas e a comunidade como um todo, proporcionando-lhes mais conforto e tranquilidade”, relata.

Para Nildo Oliveira, motorista que faz a linha Afogados-PE a Patos, “este sistema traz conforto e comodidade aos passageiros, pois além de adquirirem todas as informações necessárias sobre embarque e desembarque, ainda dispõem da centralização de todos os alternativos em um mesmo ambiente”, garante.

A STTRANS vem investindo fortemente em ações que visam priorizar o transporte alternativo e a mobilidade. Para isso várias ações serão realizadas, tais como a implantação de sistemas de som e visual, GPS localizadores em todos os veículos e também a passagem da malha asfáltica nas proximidades do terminal rodoviário, para facilitar o acesso.

Para o superintendente Maurício Alves, os sete dias de funcionamento do terminal já trazem resultados positivos e satisfação para a população. “Estamos tendo a colaboração dos proprietários de alternativos e das cidades que fazem parte desta integração”, comentou.

Maurício Alves, ainda fala sobre acordo firmado com os proprietários e usuários de transportes alternativos. “O objetivo é dar conforto, segurança e qualidade de serviço aos usuários do sistema já que estamos administrando o terminal de integração como modelo para o Brasil, uma parceria pública e privada com esses comerciantes”, afirmou.

Escute o superintendente Maurício Alves

 

Assessoria