Uma classificação que vale, por baixo, R$ 850 mil de previsão de receita para a temporada 2020, o que amenizaria o aperto financeiro do clube e ajudaria no planejamento em curso para o restante de 2019.

É assim que o Campinense encara o desafio de logo mais, às 21h30, no estádio dos Aflitos, no Recife, onde pega o Náutico pela partida de volta da Pré-Copa do Nordeste.

Um empate coloca a Raposa na fase principal do regional do ano que vem, o que garante aos cofres rubro-negros a cota de participação já citada. Em caso de vitória Timbu por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis.

Se o Campinense perder por dois ou mais gols de margem, o time pernambucano avança.

O técnico Francisco Diá, que ainda vive a “novela” da indefinição de permanecer ou não no Renatão, tem praticamente todo o elenco à disposição para a partida.

Mas o maior desafio do treinador nesse curto período entre a derrota do último domingo e essa peleja com o Náutico é fazer o time apagar o fraco desempenho contra o Jacuipense. Diá e jogadores afirmaram que foi a pior partida da temporada.

Como o treino de ontem pela manhã, o último antes da decisão, foi fechado, a escalação raposeira é um mistério.

Náutico

Em crise após duas derrotas seguidas e a recente eliminação nas semifinais da Copa do Nordeste 2019, o Náutico trocou Márcio Goiano por Gilmar Dal Pozzo para tentar se garantir no regional do ano que vem.

Com cinco desfalques, o novo comandante alvirrubro se apresentou ontem à tarde, teve apenas uma sessão de treino com os jogadores e focou seu primeiro discurso na motivação.

Para Dal Pozzo, o elenco do Náutico precisa ter atitude e motivação para se reabilitar na temporada.

Os desfalques ficam por conta do lateral Assis, volante Josa, meias Maylson e Danilo Pires, além do atacante Jorge Henrique.

A diretoria do Timbu fez promoção para tentar atrair o torcedor para os Aflitos. Sócio em dia terão entrada franca e o público em geral vai pagar apenas R$ 10 para ter acesso ao estádio.

Arbitragem

Mayron Frederico dos Reis Novaes apita Náutico x Campinense. Antonio Fernando de Sousa Santos e Raphael Max Borges Pereira serão os assistentes. O trio é do Maranhão. Já o quarto árbitro é o pernambucano José Woshington da Silva.

 

Paraibaonline