Nesta terça-feira, o ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda, morreu no Hospital Vitória, no Rio de Janeiro. O polêmico dirigente não conseguiu superar a batalha contra um tumor no cérebro.

Desde o ano passado, o enérgico dirigente lutava contra limitações físicas. Até por isso, já não aparecia publicamente e já participava tanto da vida pública do time carioca. Na última eleição do clube, foi um personagem ativo e chegou a apoiar o atual mandatário Alexandre Campello apenas para ver Julio Brant fora do cargo.

O ex-presidente vascaíno deixa a esposa Sylvia, os filhos Eurico Brandão, Álvaro Miranda, Mário Ângelo Miranda e Sylvia Miranda, além de oito netos.

Eurico Miranda foi presidente do Vasco em duas oportunidades, de 2001 a 2008 e de 2014 a 2018. Também marcou época ocupando o cargo de diretor de futebol do clube a partir dos anos 1990. Com seu trabalho, a equipe carioca ganhou títulos importantes, como o Campeonato Brasileiro de 1997, a Copa Libertadores de 1998, a Copa João Havelange de 2000 e a Copa Mercosul de 2000.

 

Gazeta Esportiva