Nota fiscal aponta superfaturamento drástico em compra de relógios biométricos e que não foram instalados no Hospital Regional de Patos



Através de nota fiscal emitida no dia 20 de julho de 2019, em documento que confirma a compra de 3 relógios de ponto biométrico para serem usados no Complexo Hospitalar Regional, a reportagem do Patosonline.com confirmou diante de pesquisas de mercado que os preços estão drasticamente superfaturados em até 200% e que não foram instalados no órgão.

A compra foi efetuada pelo Instituto Gerir e consta o valor de R$ 3.200,00 para cada aparelho. Quando somadas as despesas de instalação e bobinas, a nota fiscal está em R$ 10.476,00. Uma das melhores marcas de relógio de ponto biométrico custa no mercado R$ R$ 1.290,00.

Nota fiscal

Funcionários do Hospital Regional de Patos confirmaram à reportagem que nunca usaram relógio biométrico e sim livro de ponto, ou seja, os relógios não foram instalados e o valor está acima do praticado no mercado de vendas dos produtos.

Em contato com a diretora do Complexo Hospitalar Regional, Liliane Sena, a redação recebeu a confirmação que os relógios foram adquiridos, porém não foram instalados por questão de tempo hábil para cadastrar todos os funcionários, mas que devem ser usados posteriormente. Em relação ao valor da compra, Liliane Sena disse que não tem conhecimento do preço que foi adquirido.



Jozivan Antero – Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.