“Nós não temos nem o que comer em casa”, diz mulher com os filhos na porta da Prefeitura Municipal de Patos



Janaína Alves, Rubenilda Macena, Maria Aparecida Batista, Edna Alves, Andréia Oliveira, Kaline Lira e Francisca de Araújo, juntamente com alguns dos seus filhos, estiveram mais uma vez na Prefeitura Municipal de Patos onde buscam regularização de aluguel social e questões do Bolsa Família que foram suspensos.

As mães relataram que estão há vários dias em busca de solucionar o corte dos recursos do Bolsa Família e também do aluguel social que era pago pela Prefeitura Municipal de Patos, através de ações da Secretaria de Desenvolvimento Social, porém, não estão mais sendo repassados, causando desespero.

Janaina Alves, que reside no Bairro Novo Horizonte, tem dois filhos, um de um ano e sete meses e uma garotinha de sete anos. Ela relatou que está sem receber o Bolsa Família há dois meses. “Eu recebia R$ 212, 00 depois baixou para R$ 171,00. Agora não tá vindo mais nada. Não sei porque suspenderam e apenas dizem que o caso é em Brasília. A prefeitura deu uma ajuda para o aluguel social. Pagaram dois meses de R$ 150,00 e depois não recebi mais nada”, desabafou Janaína.

Janaina Alves

“Eu arrumo casa, faço faxina, cuido de idosos…faço o que tiver para fazer, mas nunca mais apareceu nada. Vou ser sincera: lá em casa não tem nada. Estamos passando fome mesmo. Quando teve um apelo na imprensa eu recebi cesta básica, mas só deu para 20 dias. Graças a Deus ainda recebi, mas eu preciso de conseguir uma coisa permanente. Faz dias que vou e volto na prefeitura. A nova secretária (Josemila Gomes) ainda não atendeu a gente”, disse Janaína e disponibilizou o número do telefone (83) 9 9925 6528.

A situação de Janaína é semelhante as demais donas de casa. Francisca Araújo confessou que não sabe mais o que fazer. Algumas mães estão pensando em pegar os filhos e sair pedindo de casa em casa na cidade de Patos.

O Governo Federal tem cancelado recursos do Bolsa Família e diminuído gradativamente também seus valores. De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, o Governo vai promover “desmame”, ou seja, vai cortar de famílias que conseguirem empregos ou renda, porém, os cortes estão atingindo também famílias sem renda alguma, como é o caso das que estiveram nesta terça-feira, dia 26, na porta da Prefeitura Municipal de Patos.

Em contato com a secretária de Desenvolvimento Social, Josemila Gomes, Mila, a reportagem foi informada que estão sendo resolvidas questões das ajudas de custo das famílias. “Tivemos problemas de demora para resolver as senhas diante da troca de secretário, mas estamos solucionando até sexta-feira. Vamos garantir para aqueles que estão em atraso”, relatou Mila. Sobre o Bolsa Família, a secretária relatou que não tem gerência efetiva sobre isso, mas que está buscando resolutividade através do Governo Federal.


Jozivan Antero – Patosonline.com