Politica

No Sertão: Polícia prende acusados de captação ilícita de votos

A polícia de Sousa registrou nesta segunda-feira dois crimes eleitorais, caracterizados com captação ilícita de sufrágios.


A primeira irregularidade foi registrada por volta das 17h30, após uma denúncia anônima. A polícia de dirigiu ao prédio do SESI e confirmou que pessoas estavam trocando votos por 1.000 tijolos de blocos.


O material foi apreendido e Wallace Soares da Nóbrega, de 20 anos, e Maria do Socorro Soares da Nóbrega, de 43 anos, por estarem vendendo o voto. Além disso, uma filmagem foi feita no local.


Wallace contou em depoimento que havia adquirido ordem de recebimento da sua sogra, funcionária da prefeitura, e não sabia de nada.


A segunda ocorrência, registrada por volta das 16h, foi registrada no bairro Várzea da Cruz. Segundo testemunhas, o motorista Antônio Alves de Sousa, de 51 anos, partidário do vereador pela coligação ‘Sousa cresceu e vai crescer muito mais’, Daniel Pinto, estava dando 500 tijolos a um popular, que confirmou a negociação.


A polícia foi ao local, confirmou a denúncia, e conduziu Antônio e o material apreendido até a Delegacia de Polícia.


paraibaonline

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close