No Domingo de Ramos, papa Francisco diz que o diabo se aproveita da pandemia



Após a celebração da missa de Domingo de Ramos, na basílica de São Pedro, o papa Francisco afirmou que o diabo está se aproveitando da pandemia.

“O diabo está aproveitando a crise para semear desconfiança, desespero e discórdia”, disse ele, acrescentando que a pandemia trouxe sofrimento físico, psicológico e espiritual.

Desde que tornou-se papa, em 2013, Francisco deixou claro que acredita que o diabo é real, dizendo em um documento de 2018 que é um erro considerá-lo um mito.

Por conta das restrições de prevenção à Covid-19, a cerimônia de Domingo de Ramos contou com apenas 120 fiéis, além de 30 cardeais em uma ala secundária do local. 

A celebração começou com a tradicional benção dos ramos, que lembra quando Jesus Cristo entrou em Jerusalém e foi saudado pelo povo, dias antes de ser crucificado.

Na cerimônia, o pontífice também pediu atenção para com os pobres e os que sofrem.

Este é o segundo Domingo de Ramos consecutivo que acontece em meio à pandemia de coronavírus.

“No ano passado, ficamos chocados. Este ano estamos mais sob pressão e a crise econômica se tornou pesada”, disse Francisco em seu tradicional discurso de domingo ao meio-dia após a missa.

(*com informações da Reuters)

Papa Francisco celebra missa de Domingo de Ramos
Papa Francisco celebra missa de Domingo de Ramos (28.mar.2021)