• Dra Milena
Gerais

Neta procura por sua avó Terezinha Taveira, que deixou a família há 23 anos, e até hoje não deu notícias; Veja

Ela disse ainda que sua avó apresentava alguns problemas emocionais e, à época, Terezinha havia dito que ia embora de casa e não queria que ninguém buscasse notícia dela

ÓTICAS GUIMARÃES

A jovem Kátia Taveira decidiu contar com a audiência do Patosonline.com para tentar reencontrar a sua avó, Terezinha Taveira dos Santos, que nasceu em Pilões e morava em Cacimba de Dentro, região de Campina Grande, até chegar a Patos, onde construiu sua família. Ela nasceu em 8 do julho de 1948 e seu marido era identificado apenas por Seu Antônio.

Dona Terezinha tem hoje 73 anos, e desde que deixou a família, nunca mais deu notícias aos seus familiares que moram em Patos hoje. Segundo Kátia, desde cedo vem procurando identificar e localizar a sua avó, na tentativa de trazê-la para perto da família.

“Ela morava em Cacimba de Dentro, junto com a família, e saiu de lá para outras cidades, até chegar em Patos. Nisso, ela construiu aqui a vida dela e teve dois filhos, meu tio Francisco e minha Mãe, que se chama Suely. E quando foi em 1999 por aí, ela decidiu ir embora de Patos, porque ela tinha depressão e ficava meio agitada e disse que não era para ninguém ir à procura dela, mas meu avô não deixava ela ir. Mas ela acabou indo embora e, até hoje ninguém tem notícia dela, mas a família diz que ela nunca apareceu por lá. Mas eu estou novamente tentando saber algo dela, procurando notícias. Eu queria que ela vivesse aqui com a gente, cuidar dela”, expressou Kátia.

Ela disse ainda que sua avó apresentava alguns problemas emocionais e, à época, Terezinha havia dito que ia embora de casa e não queria que ninguém buscasse notícia dela e nem fosse atrás, mas Kátia decidiu que quer encontra-la e vem buscando, desde então, saber notícias de sua avó.

“Espero que eu consiga saber notícias dela, porque queremos dar apoio e cuidar dela com amor e carinho, pois todos merecem. Eu lembro perfeitamente quando ela foi embora, mas eu penso todo dia em reencontrar ela”, completou Kátia.

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo