Locais

Mulher denuncia o que classifica de “caso de mau atendimento” na Maternidade Peregrino Filho, em Patos

A denunciante alega que a médica que fez o atendimento agiu de forma grosseira

O Patosonline.com recebeu uma denúncia de mau atendimento médico, por parte da senhora Angela Maria, em relação a uma mulher que deu a luz a uma criança do sexo masculino, no último domingo, 20 de junho, na Maternidade Peregrino Filho, em Patos.

Segundo o relatou a denunciante, a mãe recebeu alta médica na terça-feira (22), e procurou a maternidade nesta quinta (24), após a criança passar dois dias sem urinar.

Chegando lá, ela não conseguiu ser atendida, pois a médica havia dito de forma mal educada que o caso precisaria ser tratado na Unidade Básica de Saúde.

Ela contou que a criança estava com a cor amarelada e chorava bastante de dor, devido aos desconfortos que estava sentindo e acrescentou que a médica não havia permitido a enfermeira prestar nenhum tipo de atendimento ao bebê. Angela acrescentou que a maternidade tem a responsabilidade do atendimento até 28 dias de nascimento dos bebês, razão pela qual procurou o serviço.

A denunciante disse que o exame feito no recém nascido posteriormente, indicou que a criança precisa ficar internada, atestando segundo ela, a gravidade do caso.

A produção do Patosonline entrou em contato com a direção da Maternidade Peregrino Filho, que até o fechamento da matéria não havia prestado esclarecimentos. No entanto o espaço está aberto para o esclarecimento.

Ouça o áudio recebido por nossa equipe:


Reiteramos que entramos em contato com a direção da Maternidade Peregrino Filho e aguardamos um posicionamento da mesma, bem como não conseguimos localizar a médica citada, mas o espaço está assegurado por esse veículo de comunicação a referida profissional. Para isso, basta entrar em contato com a redação do portal: [email protected] e enviar através de texto a sua versão.

Por Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo