MPPB pede nova prisão de Ricardo Coutinho e de mais 17 investigados pela Calvário



O relator da Operação Calvário no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), desembargador Ricardo Vital, vai analisar um novo pedido de prisão preventiva para 18 investigados.

O pedido foi feito pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB).

Entre outros agentes públicos, a ação é direcionada para o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB); e para Márcia Lucena, prefeita do município do Conde, no Litoral Sul paraibano.

Os dois estão soltos por força de habeas corpus.

O MPPB pede ainda o sequestro de bens de ambos os políticos e de mais 28 investigados.

É o caso das deputadas estaduais Cida Ramos (PSB) e Estelizabel Bezerra (PSB), bem como do ex-secretário Waldson de Souza e  do ex-procurador Gilberto Carneiro.

O valor total do bloqueio de bens teria que ser de aproximadamente R$ 134 milhões, recurso que corresponde à estimativa de recursos públicos desviados da área da Saúde para enriquecimento ilícito e financiamento de campanhas eleitorais.

O novo pedido foi apresentado juntamente com a denúncia no último dia 13 de janeiro.

No entanto, a imprensa só teve acesso ao documento na tarde desta sexta-feira (24).

Paraibaonline com informações da TV Cabo Branco

error0
Tweet 20
fb-share-icon20
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com