Morre aos 71 anos por complicações da Covid-19 o radialista paraibano Juarez Amaral

Juarez Amaral, jornalista e radialista paraibano, morreu aos 71 anos de Covid-19. (Foto: reprodução/redes sociais).



O diretor do hospital informou que durante os primeiros dias de internação, Juarez apresentou um quadro que aparentemente apontava para uma recuperação, mas, infelizmente devido ao agravo da doença, ele veio a óbito nesta quinta-feira (25).

O jornalista e radialista paraibano Juarez Amaral, faleceu na madrugada desta quinta-feira (25) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Pedro I, em Campina Grande, por complicações da Covid-19. Conforme a direção da unidade hospitalar, o profissional de imprensa estava internado há um semana e durante os primeiros dias, teria apresentado um quadro de recuperação, no entanto, conforme Tito Lívio, que é diretor do Hospital, o radialista morreu de insuficiência renal, que é quando os rins perdem a capacidade de efetuar suas funções básicas, como, por exemplo, a de filtrar o sangue.

Tito também informou que Juarez apresentava cerca de 80% de comprometimento dos pulmões. Mesmo com todos os cuidados da equipe médica, o jornalista não resistiu e veio a óbito nesta quinta-feira (25).

Juarez Amaral tinha 71 anos e era natural de São João do Cariri. Ele teve passagens pelas rádios Caturité, Borborema, Tabajara e rádio Cidade de Esperança, além de trabalhos pelas TVs Borborema, Paraíba e uma rádio paulista.