Mirna Wanderley afirma que será candidata e diz que boatos são tentativas de desestabilizar seu grupo político. Ouça



A pré candidata Mirna Wanderley, que pretende disputar a vaga de vice na chapa Dr. Érico Djan que disputará para prefeito, disse durante uma Live que aconteceu na última quarta-feira (05), que não precisa consultar mais nada a respeito da legitimidade de seu nome para vice na eleição de novembro deste ano.

Ela foi enfática em afirmar que o seu esposo, o prefeito afastado Dinaldo Wanderley Filho (Dinaldinho), já está nessa condição há praticamente dois anos. Portanto, entende que não existe qualquer impedimento para que ela se lance como pré candidata a vice de Érico Djan, na disputa para prefeito.

Mirna Garantiu que uma das prerrogativas para que ela pudesse se candidatar, é o prefeito Dinaldo ter se afastado há pelo menos seis meses antes do pleito deste ano. Só que Mirna coloca que o afastamento compulsório de seu esposo também se encaixa no que diz a lei. Portanto, ela firma que será sim candidata.

Mirna também disse que não possui qualquer impedimento jurídico para sua candidatura, e que os boatos da ilegalidade de sua candidatura são apenas para tentar desestabilizar seu grupo político.

E novamente disse argumentou que não vai continuar explicando o que ela e todos já sabem, ou seja, que Dinaldinho está afastado há dois anos, e por isso não terá qualquer influência sobre a candidatura da sua cônjuge, como diz a lei.

Ouça mais detalhes no áudio que segue abaixo.

Matéria por Patosonline.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.