Ministro da Pesca garante a Hugo Motta agilidade nos estudos que revisam portaria 445/2014



Em resposta ao ofício enviado pelo deputado federal Hugo Motta (PMDB/PB) ao Ministério do Meio Ambiente, o Ministro Sarney Filho afirmou que os estudos estão sendo realizados e que, após a conclusão, a retomada das atividades de pesca será possível.

"Solicitamos que o Ministério revisse a portaria 445/2014 e realizasse estudos sobre as condições de diversas espécies aquáticas ameaçadas de extinção e posterior liberação da atividade pesqueira. Sensível ao nosso apelo, o Ministro solicitou agilidade na conclusão dos estudos e publicará em breve uma portaria com as novas definições", afirmou Hugo Motta.

O parlamentar havia sugerido que fosse aprofundado o estudo sobre as reais condições dos animais relacionados na portaria, antes da proibição definitiva de captura e pesca, já que a prática contribui para o desenvolvimento econômico da região. "O acompanhamento é necessário, pois precisamos preservar a vida aquática ao mesmo tempo em que devemos garantir a pesca e a comercialização, já que muitas famílias de pescadores tiram seu sustento do pescado", explicou.

São vinte as espécies relacionadas na solicitação, a exemplo da curimatã, tubarão branco, marlim azul, agulhão branco, peixe rei, peixe serra, bagre marinho, garoupa, entre outras.

 

Escute o deputado:

 

 

 

Assessoria