Politica

Ministério Público pede arquivamento de denúncia do vereador Goia contra Sales Junior

Em decisão assinada eletronicamente pelo promotor de justiça Elmar Thiago Pereira de Alencar, no último dia 28 de setembro, o Ministério Público da Paraíba-MPPB, decidiu arquivar o inquérito civil público assinado pelo então prefeito interino Sales Junior, após denúncia do vereador Ederlan de Oliveira Santos, (Goia), por conta de uma gratificação paga a esposa do vereador Goia, Sileni da Silva Nóbrega, funcionária pública da Prefeitura de Patos.

Na decisão, o promotor considerou a denúncia que o vereador como sem comprovação das possíveis irregularidades praticadas por Sales Junior, entendendo ele que as gratificações foram pagas por serviços prestado por Sileni, que na época era coordenadora da Inclusão Produtiva e orientadora do módulo de corte e química popular na Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Patos.

Na época do fato, Goia alegou que a implantação da gratificação no salário de sua esposaseria em troca dele se manter calado sobre irregularidades que por ocasião viesse a constatar na gestão de Sales junior.

O documento acrescenta não haver provas que configurem prática de improbidade administrativa, praticada por Sales Junior, que foi prefeito interino de Patos durante pouco mais de quatro meses. Confira a decisão;

Por Genival Junior – Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close