Mineral e Daniel da Coroa podem entrar na briga pela Prefeitura de Patos



O deputado estadual Antônio Mineral (PSDB) vem articulando dois processos eleitorais ao mesmo tempo: o das eleições do próximo ano, em que concorre a reeleição para mais um mandato como deputado estadual e das eleições de 2012. Para este último processo, tem defendido abertamente o nome do empresário Daniel da Coroa como alternativa das oposições.

Mineral, que sempre apoiou o deputado estadual Dinaldo, da mesma legenda, nas eleições municipais, reiterou a necessidade de se ter um nome novo para a sucessão do prefeito Nabor Wanderley. “O empresário Daniel da Coroa tem o perfil de ser uma opção nova e não há nada que conteste a sua capacidade de administrar. A cidade precisa respirar um nome novo para comandar o município que sofre com os problemas do atual governo”, disse.

Caso o empresário não aceite disputar a sucessão municipal em Patos, Mineral disse que pode lançar seu nome. “Sempre tive orgulho em defender o crescimento de nossa cidade e mais ainda em administrar”, afirmou.

A derrota de Dinaldo para Nabor nas Eleições de 2008 pode ter enfraquecido o projeto de política municipal do ex-prefeito que não conseguiu eleger o sucessor nas Eleições de 2004. Por essas circunstâncias, o tucano, que hoje é o líder da oposição na Assembléia Legislativa da Paraíba, tem articulado nos bastidores os preparativos das Eleições de 2012 sem causar transtornos ao colega que já pensou em ensaiar o nome do filho Dinaldinho para o próximo pleito local.

Izaias Nóbrega/Diário de Patos