Militante LGBT sertanejo morre aos 36 anos



Morreu nesta quinta-feira (11), no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, o técnico de enfermagem e militante LGBT Júlio César Rodrigues da Silva, de 36 anos.

Segundo informações repassadas ao Diário do Sertão pelo ex-vereador Jucinério Félix, que também faz parte dos movimentos LGBT de Cajazeiras e era muito amigo da vítima, Júlio César lutava contra sérios problemas renais, fazia hemodiálise e sofreu uma infecção no sábado, dia 6.

 Gerência Municipal LGBT de Cajazeiras emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do militante: “Neste momento de tristeza e dor, nos unimos para manifestar nossas mais sinceras condolências aos familiares, parentes e amigos de César, rogando a Deus que conforte seus corações. César sempre foi muito dedicado e solícito. Sua morte prematura representa uma grande perda para toda a militância LGBT do Sertão paraibano”, diz trecho da nota publicada nas redes sociais.

Como técnico de enfermagem, Júlio César estava trabalhando em uma Unidade Básica de Saúde na zona rural do município de Bom Jesus antes de se afastar por motivos de saúde. Não conseguimos informações sobre velório e sepultamento com familiares.

Jocivan Pinheiro – Diário do Sertão