ColunistasRodrigo César Limeira

Meteorologista Rodrigo Cézar faz previsão para as chuvas no Brasil em fevereiro de 2023

ÓTICAS GUIMARÃES

Com a continuidade do fenômeno climático e oceânico La Niña ao longo de todo o mês de fevereiro de 2023, as chuvas na Região Norte do Brasil deverão variar entre a média e valores acima da média em grande parte da região, principalmente no setor mais ao norte, devido a atuação da ZCIT (Zona de Convergência Intertropical), que estará mais intensa devido ao fortalecimento dos ventos alísios, resultante da influência da La Niña. Em grande parte da Região Norte, a interação entre a umidade da Floresta Amazônica e a umidade da ZCIT produzirá bons acumulados de chuva em fevereiro, conforme prevê o físico, meteorologista e mestre em Meteorologia, Rodrigo Cézar.

Na Região Centro-Oeste, com exceção do Estado do Mato Grosso do Sul, as chuvas também deverão seguir a tendência de variarem entre a média e valores acima da média em grande parte da região. Já o Centro Sul, que inclui as Regiões Sudeste, Sul e o Estado de Mato Grosso do Sul, as precipitações pluviométricas deverão oscilar entre a média e valores abaixo da média. No caso da Região Sul, o fato das águas superficiais do Oceano Pacífico na Costa do Peru e Equador (região do Niño 1+2), ainda se apresentarem com temperatura abaixo da média, poderá produzir chuvas ainda mal distribuídas na região, principalmente no Estado do Rio Grande, já no Paraná e Santa Catarina, as chuvas serão mais expressivas, porém irregulares também. Já na Região Sudeste, a presença de anomalias negativas no Atlântico Sul/Sudoeste poderá gerar um cenário de irregularidade na distribuição das chuvas, com a maioria de suas localidades registrando chuvas variando de normais a abaixo da média.

No Nordeste, grande parte da região deverá registrar chuvas variando de normais a acima da média em fevereiro, chuvas que estarão associadas principalmente à atuação de vórtice ciclônicos de altos níveis. No setor norte do Nordeste, do qual faz parte o semiárido dos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Ceará, extremo norte da Bahia, Alagoas e porção central do Piauí, a quadra chuvosa é de fevereiro a maio. De acordo com a previsão do estudioso, em 2023 a citada região deverá registrar menos chuvas do que em 2022, mesmo assim o cenário poderá ser favorável para enchimento de pequenos reservatórios e para pastagens.

Por Rodrigo Cézar Limeira

Créditos: Imagem de OpenClipart-Vectors por Pixabay


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo