Regional

Meteorologista Mário Leitão comenta novas previsões de chuvas para os próximos dias; ouça

ÓTICAS GUIMARÃES

A reportagem do Patosonline.com conversou com o meteorologista Mário de Miranda Leitão para falar sobre as últimas chuvas e também das novas possibilidades de precipitações para os próximos dias. Segundo Mário, que é doutor em meteorologia, segundo as análises realizadas nesses dias, a probabilidade é de chuvas até o dia 20 de fevereiro.

Mário explicou, entretanto, que as previsões podem se confirmar, mas dependem de vários fatores, que também mudam conforme às alterações climáticas. Ele também explicou por que chove em alguns bairros e em outros não.

“De acordo com as últimas análises, as previsões indicam possibilidade de que, na realidade desde o dia 16, à noite já havia a possibilidade de chuvas na região de Patos. Há a indicação, diante da previsão, de que pode ocorrer chuva no fim da noite do dia 17 e iniciar na madrugada, e pelo menos até o dia 20, ocorrer chuvas. Essas chuvas são características do semiárido brasileiro, são variáveis tanto no espaço como no tempo. Muitas vezes podemos ter chuvas no bairro Jatobá, mas não chove no centro da cidade. Chove em Patos, mas não chove em Santa Terezinha, não chove em Quixaba, São José do Bonfim. Ou seja, depende do tipo de nuvem que está presente no céu. Quando olhamos para o céu, nós enxergamos geralmente as nuvens no mesmo nível, mas quando estamos em um avião, por exemplo, conseguimos ver claramente que existe uma diferença no tamanho das nuvens e na altura em que ela está. Dependendo da dimensão das nuvens, ela poderá produzir mais ou menos chuvas”, explicou o especialista.

Mário reforçou ainda que quando os meteorologistas falam em previsões de chuva, leva-se em consideração a possibilidade de haver ou não chuvas, a depender das condições que estão sendo analisadas no momento da consulta.

“A probabilidade não é tão elevada, ela fica entre 60 e 70%, mas existe a probabilidade. Essa instabilidade começou desde o dia 16 e podem ocorrer chuvas até o dia 20. Quando participo dessas entrevistas, falamos em previsão, não é certeza, é um prognóstico, que pode ou não acontecer, com base na situação que está sendo observada nesse instante. Neste caso, as afirmações levam em conta todas essas condições que acabei de dizer”, finalizou Mario Leitão.

Ouça a explanação na íntegra abaixo:

Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo