Esportes

Messi erra pênalti, mas Argentina vence, foge da França nas oitavas e mantém vivo sonho do craque na Copa; Polônia avança no saldo

Argentina venceu a Polônia por 2 a 0 e se classificou em 1º lugar do grupo C da Copa do Mundo, apesar de pênalti perdido por Messi

ÓTICAS GUIMARÃES

Depois de começar a Copa do Mundo 2022 de maneira dramática, a Argentina está classificadíssima às oitavas de final, e Lionel Messi mantém vivo seu sonho de ser campeão mundial.

Nesta quarta-feira (30), a Albiceleste venceu a Polônia por 2 a 0, no Estádio 974, pela 3ª rodada do grupo C, chegou aos 6 pontos e avançou como líder da chave, o que lhe garantiu, de quebra, fugir da França no mata-mata.

Os poloneses também avançaram, mas no limiar: houve empate em 4 pontos com o México, mas o saldo de gols foi melhor: 0 a -1.

A noite argentina, porém, não foi só festa. No 1º tempo, houve espaço para muito drama, deixando nervosa a grande maioria sul-americana entre 44.089 torcedores presentes.

Aos 39 minutos, Messi teve a chance de abrir o placar após a arbitragem marcar um pênalti bastante contestável. No entanto, o gênio foi barrado pelo goleiro Szczesny.

Após o intervalo, porém, a Albiceleste voltou ligadíssima e marcou logo em seu primeiro lance de ataque.

Em boa descida pela direita, Molina, que voltou a ser titular na lateral direita após perder a vaga para Montiel na segunda partida, cruzou, e Mac Allister chegou batendo. O chute saiu ‘mascado’, mas foi o suficiente para acertar o cantinho de Szczesny.

A tranquilidade só veio exatos 20 minutos depois, quando Julián Álvarez recebeu de Enzo Fernández  que entrou, mudou a partida diante do México e virou titular para esta quarta – acertou uma paulada no ângulo: golaço!

Com Lewandowski totalmente isolado em campo, a Argentina não foi ameaçada e segurou a vitória e a classificação até o apito final. O próximo rival será a Austrália.

A Polônia, por sua vez, celebra a suada classificação às oitavas, mas agora terá que medir forças com a fortíssima França, atual campeã.

Situação do campeonato

Com o resultado, a Argentina se classifica em  lugar, com 6 pontos, enquanto a Polônia passa em , com 4 pontos, saldo 0.

O México terminou em 3º lugar, com 4 pontos, saldo -1, enquanto a Arábia Saudita finalizou na lanterna, com 3 pontos.

O cara: Szczesny

A Polônia perdeu, mas só não foi eliminada porque o goleiro da Juventus fez uma partida fantástica.

No 1º tempo, ele defendeu pênalti de Messi de maneira espetacular, barrando sua 2ª penalidade nesta Copa.

Na partida, Szczesny registrou nada menos que 9 defesas difíceis, de acordo com o TruMedia, banco de estatísticas da ESPN.

Com isso, o arqueiro evitou uma goleada e, consequentemente, manteve a Polônia no Mundial.

Foi mal: Messi

‘Cavou’ o pênalti ao sofrer toque de Szczesny na área e pediu a bola para bater, como manda o figurino do bom capitão.

Seu chute, porém, foi barrado pelo goleiro polonês, que segue sendo um raro ‘nêmesis’ na carreira de Messi.

O astro claramente se abalou com o erro, passando a tomar diversas decisões equivocadas em campo depois disso.

Apesar da partida ruim do gênio, a Argentina conseguiu buscar a vitória que valeu a vaga nas oitavas.

“Pênalti constrangedor”

Na opinião de Renata Ruel, analista de arbitragem da ESPNo pênalti dado por suposta falta de Szczesny em Messi após análise do VAR foi um “erro grave”.

Na visão de Renata, o árbitro holandês Danny Makkelie pareceu até “constrangido” em apitar o lance como falta.

“O contato do goleiro vem depois do cabeceio e em nada interfere na ação do Messi, além do contato ter sido mínimo. Isto não é pênalti!”, apontou a especialista.

“Errou o VAR em chamar e errou o árbitro, que pareceu até constrangido em marcar. Mais um erro grave nesta Copa do Mundo”, completou.

Lance em que arbitragem marcou pênalti de Szczesny sobre Messi EFE/Alberto Estevez

Próximos jogos

A Argentina volta a campo no próximo sábado (3), às 16h (horário de Brasíia), contra a Austrália, pelas oitavas, no Estádio Ahmad Bin Ali, em Al-Rayyan.

Já a Polônia jogará no domingo (4), às 10h, contra a França, também pelas oitavas, no Estádio Al-Thumama, em Doha.

Fonte: ESPN


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo