Locais

Maternidade de Patos recebeu 14 gestantes de alto risco vindas do ISEA de Campina Grande após apagão no último sábado (21)

ÓTICAS GUIMARÃES

A Maternidade Dr. Peregrino Filho, em Patos, recebeu um total de 14 gestantes vindas do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA), em Campina Grande, no Agreste da Paraíba, após um apagão ocorrido na referida unidade no último sábado, dia 21 de janeiro.

A Secretaria de Saúde do Estado acionou todos os hospitais/maternidades para dar suporte, recebendo as gestantes e recém-nascidos que estavam internos e as gestantes que seriam reguladas para o ISEA.

A redação do Patosonline.com entrou em contato com Séfora Cândida, diretora da Maternida Dr. Peregrino Filho, e segundo informou a mesma, a Unidade Hospitalar recebeu um total de 14 gestantes, sendo algumas de alto risco e de risco habitual, de vários municípios do Estado, como: Umbuzeiro, Picuí, Juazeirinho, Manaíra, Juru, Remígio, Taperoá, São Vicente do Seridó, Soledade e Junco do Seridó.

“Estamos felizes em poder contribuir com essa ação, fazendo o SUS acontecer no nosso Estado, garantindo assistência integral às gestantes, visto que é uma das prioridades na gestão do Governo do Estado”, comentou a diretora.

De acordo com Gilney Porto, secretário de Saúde de Campina Grande, o “apagão” no ISEA de Campina Grande foi ocasionado após o rompimento de um cabo subterrâneo. Segundo informações da equipe do hospital, os geradores não teriam dado conta da demanda.

Por Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo