Policial

Marido de Maria da Carroça foi solto, vai responder em liberdade, e diz que sua esposa é inocente

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar no sábado 11 de fevereiro de 2017 prendeu Pedro Ambrósio Querino, de 56 anos; sua filha Natália dos Santos Querino, 20 anos; e sua esposa Maria de Fátima Gomes dos Santos, 46 anos, conhecida como “Maria da Carroça”, no Bairro Dona Milindra.

Os policiais apreenderam na casa de “Maria da Carroça” a quantia de R$ 9.551,00 em cédulas; R$ 2.111,30 em moedas; 164 papelotes de cocaína; cerca de um quilo de crack; 5 munições calibre 38 intactas; uma balança de precisão, 4 celulares e 2 notebooks.

Por ser muito conhecida e admirada na cidade por seu trabalho árduo em uma carroça a notícia da prisão de Maria da Carroça causou surpresa em todo mundo. Muita gente até hoje continua acreditando na inocência dela. Na época ela justificou que o dinheiro e os armamentos encontrados em sua residência não eram dela, mas de alguém que deixou lá para pegar depois.

Hoje, 9 meses depois, mãe e filha continuam presas, mas o marido, Pedro Ambrósio Querino, está solto há cerca de um mês e vai responder em liberdade. Ele disse que foi solto porque não há nada de grave contra ele;

Em contato com a Folha Patoense ele disse que nunca se envolveu com coisa errada e que vai provar na justiça a sua inocência. Ele também disse que tem certeza da inocência da sua filha e da sua esposa. “Sou casado com Maria da Carroça há muitos anos e sei da luta dela. É uma mulher batalhadora e confio na inocência dela e confio que ela será solta em breve”, disse.

 

 

Folha Patoense

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close