Manobra na Câmara Municpal de Pombal




Os trabalhos legislativos de 2009 na Câmara de vereadores de Pombal recomeçam nesta terça-feira (03.02), mas a Casa "Avelino de Queiroga Cavalcante" não será composta pelos parlamentares que foram eleitos no pleito passado e que tomaram posse no dia 1º de janeiro, e nem o presidente eleito assumirá os trabalhos.


É que o vereador Josevaldo Feitosa (PT), irmão do ex-prefeito Jairo, eleito para comandar o Poder Legislativo pombalense, foi chamado pela prefeita Polyana Feitosa (PT), para assumir o cargo de chefe de gabinete (Casa Civil) da petista.


Esse fato abriu uma vaga para seu suplente, Pedro Celestino, também do PT, e para que o vice-presidente da Câmara, Edno Dantas (PR), possa ocupar o cargo de Josevaldo, enquanto ele estiver na função de secretário municipal. 


O petista e o republicano "brigaram" pela presidência até os últimos instantes, mas chegaram a um acordo de Josevaldo ser o presidente e Edno o vice, graças à intervenção – segundo informações de fontes – da prefeita Polyana, que nomearia o ex-cunhado para a Casa Civil, o que possibilitaria a presidência para Edno. 


Suplente


Com o "troca-troca", ascende ao cargo de vereador, o policial rodoviário federal Pedro Celestino Dantas Filho, que já exerceu o mandato no período de 1983 a 1988, tornando-se, naquela época, o primeiro parlamentar do PT, em todo Nordeste. 


Ele ficou na 1ª suplência de sua coligação ao obter 226 votos na eleição de 5 de outubro passado, menos da metade dos 522 tirados em 2004, quando ocupou a 2ª suplência. 


Em entrevista à Imprensa local, Pedro Celestino disse que se emocionou ao fazer o juramento de posse, 26 anos após a primeira vez em que assumiu o cargo. 


Ele afirmou também que atuará na defesa dos interesses do município e das políticas publicas voltadas para a população que serão, segundo ele, implantadas pela prefeita Polyana.


Fonte/Rádio Liberdae FM