Major Fábio, comandante dos bombeiros de CG, morre de parada cardíaca



Morreu de parada cardiorrespiratória na noite desta terça-feira (13), o major Fábio Santos – comandante do 2º Batalhão de Bombeiros Militares -, em Campina Grande (132 km de João Pessoa). Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande Dom Luiz Gonzaga Fernandes há mais de um mês. 

De acordo com as primeiras informações repassadas pelo hospital, o estado de saúde do policial se agravou após falência do fígado e não resistiu a uma cirurgia realizada nesta terça-feira. 

Companheiros e colegas da Polícia Militar prestaram homenagens nas redes sociais. O tenente-coronel Souza Neto, lamentou a morte do amigo. “É com muito aperto no coração que recebo a notícia do falecimento do Major Fábio do Bombeiros de CG. Que Deus te guarde em um bom lugar amigo!", disse Souza Neto pelo Twitter.

Há mais de um mês, o comandante estava internado no Hospital de Trauma de Campina Grande por causa de um acidente automobilístico ocorrido no dia 22 de setembro. No órgão hospitalar ele ainda foi submetido a quatro cirurgias ficando internado na UTI por três semanas.

O major Fábio Santos trafegava no sentido contrário da BR 230 e acabou colidindo em outro veículo. Garrafas de bebidas alcoólicas foram encontradas dentro do carro do comandante.

Na época, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o major apresentava sinais claros de embriaguez. Ele também estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o documento do veículo vencidos.

O major Fábio Santos era bacharel em segurança pública e Direito, além de especialista em Gestão Tática de Políticas de Segurança Pública pela Universidade Estadual do Ceará. 

 

Portalcorreio