Mais uma eleição de Câmara Municipal é anulada no Sertão. Veja



A juíza titular da 5ª vara da comarca de Sousa a Drª Ieda Maria Dantas decidiu anular a eleição da mesa diretora da câmara municipal de Nazarezinho, determinando nova eleição em um prazo de dez dias.

A magistrada acatou a ação de anulação da eleição, que teve como promovente a vereadora Amanda Patrício (PV) e foi ajuizada através do seu advogado o Drº Lincoln Abrantes e concedeu na tarde desta quinta-feira (17) uma liminar com pedido de tutela antecipada, entendendo portanto serem procedentes as alegações apresentadas na referida ação.

De acordo com o advogado Lincoln Abrantes, a vereadora Amanda Patrício teve o seu direito ferido e desrespeitado, quando pleiteava concorrer à eleição da câmara do município de Nazarinho e teve o seu registro de candidatura indeferido, quando na verdade o regimento interno do poder legislativo Nazarezinhense, lhe dava totais condições de disputar à eleição.

O vereador mais votado da cidade terá a responsabilidade de num prazo de dez dias organizar nova eleição e botar em prática o que diz o regimento interno da câmara de Nazaresinho.  
Segundo informações, a parte prejudicada neste caso tem o direito de recorrer através de um agravo de instrumento junto ao TJ-PB e deverá fazer isso nos próximos dias.

O vereador Jader Gadelha foi eleito presidente da câmara municipal de Nazarezinho no dia 1º de janeiro em uma eleição recheada de polêmicas e traições que culminou na decisão da justiça sousense deliberando pela anulação do pleito.

Folha do Sertão