• Dra Milena
Locais

Mãe de paciente diz que médico do Hospital Infantil tratou mal ela e funcionárias; direção emite nota e médico se posiciona

ÓTICAS GUIMARÃES

Na manhã desta quarta-feira, dia 29 de junho, a senhora Simony Lucena procurou a imprensa patoense para relatar um fato ocorrido na noite de ontem, terça-feira (28), envolvendo um médico do Hospital Infantil Noaldo Leite, aqui em Patos.

Segundo relatou, ela levou seus filhos para se consultar e realizar o teste de Covid-19 e ao chegar no local de atendimento foi mal tratada pelo médico que também destratou funcionárias na presença de outras mães que estavam no ambiente.

“Hoje eu venho relatar com muita revolta um acontecido comigo ontem no Hospital Infantil Noaldo Leite, aqui em Patos, com relação a um destrato do médico. Ele destratou não só a mim, como também a funcionárias na presença de outras mães, no Hospital. Eu não sei o motivo pelo qual ele se revolta tanto em atender ali, eu sei que o atendimento dele deixa muito a desejar com relação ao respeito para com o próximo. Ontem ele tratou mal uma funcionária a gritos na presença de mães, de funcionários, de pacientes, crianças que não entendem o porque daquilo, e não foi a primeira vez que isso aconteceu, já outras vezes de levar meus filhos e ser o plantão dele e acontecer coisas parecidas. A gente já sai de casa com filho doente, já sai de casa com o filho pro hospital, porque tá precisando de atendimento, e chegar lá e ser destratada é muito revoltante”, desabafou Simony.

O que diz o médico?

Em contato com a imprensa, o médico envolvido no ocorrido disse não ter destratado ninguém e apenas recomendou a realização do teste no Centro de Testagem para Covid-19: “Não elevei o tom de voz, imagine tratar mal. Era uma criança que vinha assintomática para solicitar um teste COVID e eu orientei que a testagem seria no Centro COVID, mas mesmo assim eu fiz. Eles não querem ser contrariados e nem orientados, se fizer isso diz que tratou mal”, informou.

Posicionamento da direção do Hospital Infantil

Em Nota, a direção do Hospital Infantil se pronunciou sobre a denúncia e emitiu uma nota informando que está apurando os fatos e que o médico ficará afastado até o fim da sindicância instaurada:

A direção geral do Hospital Infantil Noaldo Leite, de Patos, após receber denúncia de que um médico teria tratado mal, pacientes e profissionais, informa que está apurando os fatos, internamente. Até o fim da sindicância, o médico ficará afastado das atividades na unidade.

A decisão veio após conversa com as profissionais e a direção técnica da unidade e tem também como base o repúdio diante de situações como as que foram denunciadas, principalmente, num hospital que preza pela humanização dos serviços oferecidos e é referência para os paraibanos que procuram atendimento, vindos de vários municípios, do sertão e alto sertão.

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo