LIBERTADORES: Athletico-PR perde liderança e São Paulo tem prêmio de consolação



Três grupos da Libertadores tiveram a sexta e última rodada disputada nesta terça-feira, definido os classificados para as oitavas de final. Santos e São Paulo venceram, e o Athletico-PR deixou escapar a liderança.

Já classificado, o Santos bateu o Defensa y Justicia por 2 a 1 e garantiu a liderança do Grupo G com 16 pontos, bem acima dos concorrentes.

O segundo colocado foi o Delfin, do Equador, que derrotou o Olímpia por 1 a 0 e chegou a sete pontos. Com seis, o Defensa y Justicia avança para a Copa Sul-Americana.

CONSOLAÇÃO PARA O SÃO PAULO
Já eliminado, o São Paulo se despediu da Libertadores contra o fraquíssimo Binacional e venceu por 5 a 1 no Morumbi. Mesmo assim, o Tricolor foi apenas o terceiro colocado do Grupo D, ficando com a vaga na Sul-Americana como prêmio de consolação.

O River Plate bateu a LDU por 3 a 0 e avançou como líder com 13 pontos, um a mais do que o time equatoriano. O Binacional, com três pontos, ficou na lanterna.

ATHLETICO-PR VACILA
O Athletico-PR também poderia ter avançado na liderança do Grupo C se tivesse segurado ao menos um empate, mas foi derrotado pelo Peñarol por 3 a 2, no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu, no Uruguai.

O líder da chave foi o Jorge Wilstermann, que bateu o Colo Colo por 1 a 0, com gol no último minuto, e chegou aos dez pontos, mesma pontuação do Furacão, mas com saldo de gols superior (3 a 2).

O Peñarol, com nove pontos, ficou em terceiro, avançando para a Sul-America, enquanto o Colo Colo foi eliminado com a pior campanha e apenas seis pontos.


Por Agência Futebol Interior