Justiça suspende jogo entre Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro



O Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ) determinou o adiamento da partida entre Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, marcada para domingo (27), às 16h, no Allianz Parque em São Paulo.

A decisão da Justiça foi tomada depois de o Sindicato dos Empregados em Clubes, Federações e Confederações Esportivas e Atletas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (Sindiclubes) entrar com ação pedindo o adiamento da partida para que os funcionários do clube pudessem cumprir período de quarentena.

No documento, o sindicato alega que 21 profissionais do clube estavam escalados para a partida, o que representa risco elevado de contágio pelo novo coronavírus uma vez que muitos deles estiveram no Equador, nesta semana.

Pelo menos 33 dos 55 funcionários do clube – entre atletas, técnicos e membros da comissão técnica – que viajaram ao Equador foram contaminados pela Covid-19. Na terça-feira, após impasse, o Flamengo enfrentou o Barcelona de Guayaquil pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores e venceu por 2 a 1.

Na decisão, o juiz do trabalho Filipe Olmo afirmou que concedeu a medida liminar determinando a suspensão do jogo “a fim de garantir a integridade física e a manutenção da saúde dos empregados do 2º réu (CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO)”.

Ele fixou, ainda, uma multa de R$ 2.000.000,00 a ser revertida para instituições de saúde no combate a Covid-19, no caso de descumprimento da medida.

Essa é a segunda partida na Série A do Campeonato Brasileiro adiada por conta de surto do novo coronavírus entre atletas. Em 9 de agosto, na primeira rodada do campeonato, a partida entre Goiás e São Paulo foi suspensa após nove atletas do time do Centro-Oeste serem diagnosticados com Covid-19.

O clube goiano tentou inicialmente obter o adiamento da partida com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas não obteve resposta. Diante disso, a direção recorreu ao STJD, que concedeu a decisão.

Nas demais divisões do Brasileirão, outros sete jogos foram adiados por causa da Covid-19. Foram quatro partidas na Série B, duas na Série C e uma na Série D.

Recurso negado pelo STJD

O Flamengo havia entrado com pedido de tutela de urgência no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na quinta-feira (24) para suspender o jogo. Os cariocas se consideram em desvantagem pela grande quantidade de desfalques em relação ao time alviverde.

Entretanto, o presidente do órgão, Otávio Noronha, indeferiu a solicitação na sexta-feira (25) alegando que, de acordo com o regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o clube carioca ainda poderia inscrever mais seis atletas em condição de jogo para recompor seu elenco.

Noronha também argumentou que não procederia a argumentação de que o Flamengo não teria recursos para contratar seguranças, motoristas e afins “desprende-se totalmente da realidade ostentada pelo reconhecidamente mais abastado clube da atualidade no Brasil, o mais recente Campeão Nacional e das Américas”.


(Com informações de Henrique Andrade, da CNN, em São Paulo)