Politica

Justiça Eleitoral extingue processo de investigação de supostas candidaturas laranjas, em Patos

A ação acusa os partidos Avante, DEM. MDB, PSL, PL, Rede e Solidariedade de supostas irregularidades em algumas candidaturas a vereador

ÓTICAS GUIMARÃES

Em publicação no Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral do dia 9 de março de 2021, a juíza Eleitoral Ana Maria do Socorro Hilário Lacerda, extinguiu o processo de número 0600043-40.2021.6.15.0028, que trata da Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), impetrada pelo Ministério Público Estadual (MPE), pedindo a cassação de chapas de alguns vereadores e suplentes eleitos nas eleições de 2020 no município de Patos.

A ação acusa os partidos Avante, DEM. MDB, PSL, PL, Rede e Solidariedade de supostas irregularidades em algumas candidaturas a vereador, fazendo uso candidaturas laranjas, dinheiro público e promoverem fraudes para preenchimento de candidaturas.

Embora a AIME tenha sido impetrada em segredo de justiça, pessoas ligadas a imprensa tiveram acesso a informações sobre o processo tornando público a ação, no entanto, não foi divulgada provas que comprovasse a veracidade da denúncia.

A anulação das chapas dos partidos, requerida por candidatos derrotados, poderia alterar a composição na Câmara de Vereadores de Patos, abrindo espaço para outros novos que não obtiveram êxito no pleito eleitoral.

Assessoria


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo