Policial

Justiça aceita denúncia contra ator José Dumont por pornografia infantil

Dumont foi preso no dia 15 de setembro de 2022, pela Polícia Civil do Rio de Janeiro

ÓTICAS GUIMARÃES

Foi aceita, nesta sexta-feira (23), pela juíza Gisele Guida de Faria, da 1ª Vara Especializada em Crimes contra a Criança e o Adolescente (Veca), a denúncia do Ministério Público (MP) contra o ator José Dumont. O artista foi preso em flagrante por adquirir, possuir e armazenar em seu computador e em seu telefone celular, fotografias e vídeos contendo cenas de pornografia envolvendo crianças e adolescentes de diversas idades.

O ator, que é paraibano de Bananeiras, está sendo investigado também por supostamente ter cometido abusos contra um menino de 12 anos, oferecendo-lhe vantagens financeiras e presentes.

Dumont foi preso no dia 15 de setembro de 2022, pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. As investigações aconteciam desde agosto.

O trabalho investigativo começou depois de uma denúncia feita por vizinhos que estranharam a abordagem dele para com a criança captadas por câmeras de monitoramento do condomínio. Segundo a denúncia, o ator teria se aproximado da criança há cerca de um ano e lhe oferecia ajuda financeira em certas ocasiões.

Zé Dumont foi levado para o presídio e passou por uma audiência de custódia. Ele teve a prisão temporária convertida em preventiva.

Sobre a acusação de assédio, ele chegou a alegar que tem um sentimento de afeto pelo garoto, que nada tem a ver com desejo sexual. Já sobre as imagens pornográficas, o ator afirmou que estavam armazenadas como instrumento de pesquisa para um novo trabalho.

Apos o episódio, a Globo emitiu um comunicado afirmando que o ator foi dispensado do elenco de suas produções.

José Dumont nasceu na cidade de Bananeiras. Começou a carreira em 1977 e, desde então, ganhou destaque no teatro, cinema e televisão. Seu trabalho mais recente na TV aberta foi em 2021, quando integrou o elenco da novela ‘Nos Tempos do Imperador’, da TV Globo.

Fonte: Portal T5


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo