Júnior Lima é lançado como pré-candidato a prefeito e movimenta a cidade de Condado



Condado recebeu nesse início de semana a notícia da pré-candidatura a prefeito da cidade do ex-prefeito Júnior Lima pelo PMDB. Com essa movimentação política, a cidade de Condado recebe um nome forte para disputar as eleições. Júnior já teve a declaração da Deputada Estadual Francisca Mota – PMDB, do Deputado Federal Hugo Mota – PMDB e do Senador Vitalzinho – PMDB no apoio a sua disposição para enfrentar as urnas na disputada para prefeito de Condado. Júnior também é o pré-candidato do atual prefeito da cidade, Eugênio Pacelli.

O nome de Júnior Lima impõe respeito pelo seu histórico como administrador municipal em cargos eletivos e também devido a sua grande aceitação na sociedade condadense. Edvan Pereira de Oliveira Júnior – Júnior Lima tem um currículo que passa por vereador e presidente da Câmara Municipal de Condado de 2000 a 2004, prefeito de 2005 a 2006, presidente da União Nordestina de Prefeitos – UNEP, secretário de administração em 2007, sendo hoje o atual secretário de administração e ainda estudante de direito nas Faculdades Integradas de Patos – FIP.

Dos nove atuais vereadores em Condado, cinco já declararam apoio à pré-candidatura de Júnior Lima. Prefeito por três vezes em Condado, Antônio de Pádua também manifestou seu apoio, além da ex-prefeita e ex-vereadora Netinha e várias lideranças comunitárias e políticas da cidade. Como se percebe, as eleições em Condado ganharam um novo capítulo e a oposição terá trabalho para essa disputa.  

No ano passado a Câmara de Vereadores temendo a ascensão política de Júnior Lima na corrida para a disputa pela prefeitura nas eleições deste ano, reprovou suas contas numa sessão cheia de questionamentos jurídicos e que tramita na justiça devido a falhas na condução. Segundo Júnior: “Foi uma jogada política para me tirar a possibilidade de concorrer às eleições e também uma tentativa de tirar o direito de escolha do povo de Condado, mas não deu certo e nem dará”. Na referida reprovação de contas pela Câmara dos Vereadores, Júnior Lima não foi notificado e nem sequer teve o direito de defesa garantido que é uma das prerrogativas jurídicas. Com isso a sessão está sendo analisada pela Justiça e poderá ser anulada a qualquer momento.

Como se percebe, o pré-candidato a prefeito de Condado, Júnior Lima – PMDB já é lançado como um nome de peso na disputa.


ASCOM